André Carvalho se reúne com Paulo Roberto para elaboração de emenda destinada a Saúde de Vitória de Santo Antão

By Sanchilis Oliveira - 10:30

Vereador tem articulado com a Câmara dos Deputados um montante de meio milhão

Foto: Divulgação 

Em reunião de última hora, o vereador André Carvalho (PDT) se encontrou com o prefeito de Vitória de Santo Antão, Paulo Roberto (MDB), e o secretário de Saúde, Eudes Lorena, na manhã da última sexta-feira (12). O objetivo foi discutir a articulação de uma emenda de R$ 500 mil, destinada à área da Saúde do município.

O montante faz parte de uma emenda participativa articulada pelo deputado federal Túlio Gadêlha (PDT), na Câmara dos Deputados, em Brasília, que será futuramente aplicada em Vitória.

A ideia do vereador foi de dialogar com as instituições de saúde pública, se conscientizando das carências do município, para, a partir daí, elaborar três propostas de projetos, que serão submetidas a votação popular por Túlio Gadêlha. O deputado Federal todo ano abre um processo de emendas participativas para enviar recursos aos municípios.

De acordo com André Carvalho, já foram feitas reuniões com os diretores do Hospital João Murilo de Oliveira (HJMO) e com do Apami Hospital e Maternidade. No encontro com Paulo Roberto, foi acordado por ambas as partes que as instituições hospitalares de Vitória possuem maior prioridade de investimento.

Ao longo do compromisso, o vereador aproveitou para debater outros temas urgentes para a cidade, como a elaboração do Plano Diretor, a construção de um Centro de Zoonoses, a atual situação do Estádio do Carneirão, entre outros.

“Aproveitei para comentar sobre alguns requerimentos que fiz essa semana e tirar dúvidas que eu tinha, até porque o Portal da Transparência de Vitória não está totalmente atualizado e nós recebemos muitas denúncias sobre diversas coisas”, pontuou o vereador. Outra reunião será marcada para tratar sobre tais assuntos.

Outro tema tratado por André foi sobre o proceder do Projeto de Lei relacionado ao Auxílio Emergencial para os trabalhadores do carnaval do município. A PL, que atualmente tramita pela Câmara, tem infringido normas do regimento interno.

“Precisamos ter três dias para ler e analisar o projeto, mesmo em caráter de urgência. Mas a Câmara tem tentado aprovar, de uma maneira ilegal, uma coisa que é tão importante e merece tanto cuidado”, relatou.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!