Anderson Ferreira se movimenta para unir os partidos de oposição e ser o nome para disputar o Governo de Pernambuco

By Sanchilis Oliveira - 16:25

Prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira. Foto: Divulgação

O prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira (PL), tem reunido condições nos últimos anos para a disputa estadual pela sucessão do governador Paulo Câmara (PSB), na mira do liberal, estão figurões da oposição como o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), que é líder do governo Bolsonaro no senado, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB) que está na soma do projeto de Bezerra, e a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB).

Anderson governa atualmente o segundo maior e mais importante município de Pernambuco, e seu partido além de governar Jaboatão dos Guararapes, tem o controle do Cabo de Santo Agostinho, outras cidades importantes no estado com o maior PIB (Produto Interno Bruto), estão sob o comando de opositores ao PSB, como Caruaru com o PSDB, Ipojuca com o PTB, e Petrolina com o MDB ligado ao senador Fernando Bezerra Coelho.

Nos bastidores da disputa de 2022, se fala na composição dos sonhos, sendo Anderson como candidato a governador, João Lyra como vice-governador, e Fernando Bezerra Coelho disputando a reeleição para o senado. E uma união dos partidos PL, PSC, PSDB, DEM, Podemos, PTB, Cidadania, MDB (caso haja entendimento do partido sair da Frente Popular e integrar a oposição), Patriota e o PRTB.

Com a coragem que tem o prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira, de renunciar o cargo para disputar o governo do estado, junto com a união da oposição, como essa possível composição, não há hoje um nome mais forte e coerente do ponto de vista do pragmatismo político, para enfrenta o ex-prefeito do Recife, Geraldo Júlio, que será o nome do PSB, para disputar o cargo de governador, ocupado pelos socialistas a 4 mandatos consecutivos, que somará ao fim de 2022, 16 anos de gestão, entre Eduardo Campos e Paulo Câmara.

O PSB que saiu fortalecido das urnas em 2020, com a eleição de João Campos, para comandar a capital, e sendo o partido que mais elegeu prefeitos no estado, ao todo 53 cidades. Só a união da oposição poderá levar a disputa para o segundo turno, isso se somarem, um bom nome, que tenha estrutura política, financeira e que saiba dialogar dentro da oposição, onde há figuras como Mendonça, Daniel e Armando Monteiro.

Segundo fontes ligadas ao prefeito Anderson Ferreira, ele mesmo já afirmou o desejo de disputar o Governo de Pernambuco, e tem se preparado para o pleito do ano que vem.

Por: Sanchilis Oliveira

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!