CISAM terá Centro de Parto Normal

By Sanchilis Oliveira - 12:32

Foto: Ailton Pedroza

Obras terão início no primeiro semestre de 2021 e nova unidade irá ofertar 5 leitos de parto humanizado
O edital para contratação de empresa responsável pela elaboração de projeto executivo para construção do Centro de Parto Normal do Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam), foi autorizado nesta segunda-feira (23) pelos secretários de Ciência, Tecnologia e Inovação, Lucas Ramos, e da Saúde, André Longo, pelo reitor da Universidade de Pernambuco (UPE), Pedro Falcão, e pelo diretor do hospital-escola, Dr. Olímpio Barbosa de Moraes Filho.

A iniciativa, uma articulação da Secti com a Secretaria de Saúde, terá início no primeiro semestre de 2021. O local, que terá 870 m² e contará com um primeiro andar, com cinco leitos, sendo um com banheira de hidromassagem. A expectativa é que obra seja terminada em até 18 meses. Depois de finalizado o serviço, a capacidade de atendimento será de 250 partos mensais. Além disso, a construção vai permitir ampliar em 10 novos leitos a enfermaria da maternidade.

“Fomos buscar recursos para desenvolver a ação e melhorar a qualidade de vida dos servidores e, também, da população que precisa dos serviços oferecidos pelo estado. Entendemos que a demanda da maternidade é um serviço básico e conseguimos avançar porque sabemos que oferecer qualidade ao serviço de saúde é de extrema importância”, disse o secretário de CT&I, Lucas Ramos, ao destacar que o atendimento à saúde é prioridade em suas ações.

“A redução da mortalidade materna é uma necessidade para a sociedade”, disse o secretário de saúde, André Longo, ao parabenizar e destacar a articulação importante do secretário Lucas Ramos, juntamente, com as secretarias e o governador de Pernambuco, Paulo Câmara. “Lucas entendeu que a saúde precisa estar em primeiro lugar e, com a sensibilidade do nosso comandante, conseguimos tirar o projeto do papel para iniciar a execução o mais rápido possível”, pontuou Longo.

O diretor do Cisam, Olímpio Barbosa, destacou que as obras ajudarão na diminuição da mortalidade. “Com a ação, vamos diminuir o número de mortes e melhorar a satisfação das parturientes, dando mais qualidade aos atendimentos e aos serviços prestados”, disse. A coordenadora de enfermagem no Centro, Benita Spinelli, também destacou os benefícios da construção. “Além de ganharmos um novo espaço, ainda teremos a vantagem da prática que os enfermeiros graduados em obstetrícia poderão exercer o ofício, considerando se tratar de um hospital que também é escola”, disse ela.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!