Opinião – Quem acertar na escolha do vice-prefeito, larga com vantagem na corrida pela prefeitura de Escada

By Sanchilis Oliveira - 02:34


Sede da Prefeitura de Escada. Foto: Divulgação


Por Sanchilis Oliveira 

A aproximação das convenções partidárias, trás consigo um dilema, que é a composição das chapas majoritárias. Ao que tudo indica, Escada deverá contar com seis candidaturas a prefeito, sendo eles, Lailton Nogueira (PSDB), Mary Gouveia (PL), Klaus Lima (PSB), Zé Mauro Chaves (PSL), Jadson Caetano (Cidadania), e Zé Alves (PROS). 

Dos seis nomes que pretende concorrer a prefeitura, apenas Klaus Lima do PSB, já escolheu seu vice-prefeito, que será o professor John Kennedy do PT, que é ex-secretário de Educação da gestão Lucrécio Gomes (PSB). 

Os demais candidatos, estão na reta final para escolher quem irá compor sua chapa, eu tenho dito a anos, que o candidato a vice-prefeito tem duas funções, primeiro não tirar votos do candidato a prefeito, e segundo trazer votos para a chapa. Na hipótese mais razoável, o ideal é ter um vice que não traga prejuízo eleitoral, e muito menos vícios que a política tem de sobra. 

Avalio que os candidatos que acertarem na escolha dos seus vices, poderão largar na frente. E tenho algumas sugestões sobre as composições. 

A ex-deputada estadual, Mary Gouveia do PL, e seu grupo sempre fizeram e fazem mistério, quando se trata de revelar o nome do vice, mas existem alguns nomes no grupo que podem somar, ou serem ponto neutro. A advogada Piedade Buarque (PSD), é um ponto neutro nesse quebra-cabeça, um nome novo, leve e sem rejeição, pessoa de fácil trato, e leal a quem dá a palavra, um nome a ser levado em consideração. Outra pessoa que carrega carisma de parte significativa da população, é a ex-vereadora Irmã Zui (PL), que foi vice de Mary em 2016. Mas o nome que colocaria Mary em Céu de brigadeiro, seria o do atual vereador Gil Sat (PSC), que circula no consciente coletivo como o vereador mais atuante dos que estão no mandato, com alta popularidade e grande possibilidade de se reeleger vereador. 

O empresário Irmão Lailton do PSDB, que surge como principal adversário das duas forças políticas, representadas pelo PL e PSB. Tem em seu grupo alguns nomes, que podem dar novos ares a sua chapa. Falo de Jane Ferreira conhecida como Tia Jane, filiada ao PMN, popular na cidade, carismática, de bom trato, e acima de tudo, como se diz em Escada e nos interiores, política pé no chão e povão. Ela pode trazer a imagem feminina para chapa, o que seria um fato novo no tabuleiro da eleição. Outros possíveis nomes, como o do ex-vereador Rinaldo Cara Veia que é do PSDB, surge como alternativa, mas seria o tipo do candidato Chuchu, sem gosto nem cheiro, no ditado popular, seria aguado, não empolgaria a militância, nem os apoiadores de Lailton, e seria uma incógnita se tira ou dar votos. 

O empresário Zé Mauro Chaves do PSL, surfa em maré alta, isso porque, quando o tema é nome de vice, ele tem para escolher. O social liberal conta nos quadros do seu partido, com nomes como o do Professor Ronei, que é servidor público, já teve a experiência de disputar uma eleição como candidato a vice-prefeito, e outra para deputado federal, e se alinha bem ao discurso de Zé Mauro. Outra opção que avalio como uma ótima aquisição, seria o da comerciante Michele da Farmácia, que encampou uma importante luta para a permanência da agência do Banco do Brasil em Escada, além de ser envolvida com diversas inciativas de ação social, preservação do patrimônio histórico da cidade, entre outros temas de relevância econômica e social no município, nova em disputas eleitorais, e uma das grandes qualidade dela é a lealdade, o que se encaixaria perfeitamente na chapa do PSL. 

O engenheiro Jadson Cetano do Cidadania, tinha um céu de brigadeiro pronto, com a possibilidade de compor com o médico Paulino Máximo, como seu vice, mas ele não poderá concorrer a eleição em Escada, devido a revalidação de seu curso de medicina feito em Cuba, e por isso teve que mudar de estado para buscar esse ajuste no seu diploma. Jadson perdeu um grande quadro. Fica difícil opinar sobre um vice para o candidato do Cidadania, não pela dificuldade de opinar, mas pela ausência de nomes que agregam no voto, ou na imagem da chapa, e que estejam filiados ao Cidadania, aptos a disputar o pleito de 15 de novembro. 

O ex-prefeito Zé Alves do PROS, conta com uma figura bastante conhecida em Escada, e fiel companheiro nas lutas políticas travadas durante sua trajetória pública, falo do professor Severino Lins, que é secretário do partido em Escada, e seria um bom nome na composição da chapa de Zé Alves. 

Fica aqui a minha avaliação, que obviamente não é regra, mas acredito que essa deve ser a linha de pensamento a ser seguida pelos candidatos, no mais, vamos aguardar o desfecho das convenções partidárias, que se encerrarão no dia 16 de setembro, com essa primeira etapa da disputa resolvida.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!