Prefeito de Maraial diz que seu afastamento é uma trama “Eles queriam dinheiro e eu não dei”

By Sanchilis Oliveira - 12:01

Prefeito cassado Marquinhos Moura. Foto: Reprodução


O prefeito de Maraial na Mata Sul, Marquinhos Moura (PTB), que sofreu o impeachment na última sexta-feira (03/07), em sessão extraordinária realizada na Câmara Municipal, com 7 votos favoráveis a cassação do mandato, 1 contrário e uma abstenção. Afirmou ao Blog do Sanchilis que o processo não seguiu o rito necessário para a realização do julgamento pelos vereadores. “Não me ouviram, não ouviram as 10 testemunhas, eu estava de atestado médico por ter contraído o Covid-19 mas eles não aceitaram” disse o prefeito 

O gestor afastado fez duras e fortes acusações contra diversos vereadores que antes faziam parte de sua base de sustentação no parlamento municipal, “eles queriam dinheiro para aprovar suplementações e projetos, essa prática acontece desde a esfera federal, e eu não quis entrar nesse jogo, eu tenho minha consciência tranquila que não botei minha mão em dinheiro público” pontuou o prefeito. 

“Eles afirmam que eu não apliquei na saúde os 15% obrigatórios, tudo uma farsa, em 2017 foram aplicados 16,3%, em 2018 17%, e em 2019 16%, quanto as compras que eles afirmam eu ter comprado sem empenho, eles não aprovaram a suplementação, o dinheiro foi aplicado para a compra de duas L200, e um Mobi, foram pagos 200 mi de folha de pagamento, foram comprados medicamentos para a rede municipal de saúde, e pagos custos com combustíveis” falou o prefeito com Marquinhos Moura com exclusividade para o Blog do Sanchilis. 

O prefeito afastado continuou “O cara que fez toda essa trama é um ex-secretário de saúde do meu governo, que é vereador de mandato, Carlinhos de seu Rei, que se vendeu para a oposição por 50 mil reais, e criou essa história para prejudicar a mim e o meu governo, eu fui eleito pela vontade do povo, então só quem pode me tirar é o povo nas urnas, e o rito do impeachment tem erros graves, é uma aberração essa cassação” frisou. 

“Outra coisa, que moral tem o presidente da CPI, o vereador Manuel Ferreira, que inclusive já foi preso envolvido com tráfico de drogas, para julgar alguém” disparou Marquinhos. 

O prefeito afirmou que recorreu da decisão da tomada pela Câmara Municipal de Maraial, e que estera até a próxima terça-feira (07/07) uma decisão. A posse do vice-prefeito Dr. Márcio (Patriota), está marcada para a próxima segunda-feira (06/07). 

O prefeito Marquinho Maraial teve seu mandato cassado sob a acusação de não aplicar os 15% dos recursos obrigatórios por lei para a saúde do município, e por comprar 1,3 milhões de reais sem empenho. O prefeito nega as acusações e afirma está sofrendo uma injustiça.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!