Tabata Amaral vai à Justiça para deixar PDT sem perder mandato

By Sanchilis Oliveira - 16:51

Deputada Tabata Amaral, em entrevista no Roda Viva nessa 2ª feira (14.out)

A deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) afirmou, nessa 2ª feira (14.out.2019), que entrará com uma ação na Justiça Eleitoral para tentar sair do PDT sem perder seu mandato. “O PDT deixou de ser meu partido”, disse a deputada, durante entrevista no programa Roda Viva, da TV Cultura.

“Não atuo mais como vice-líder, os projetos que eu tinha em São Paulo foram cancelados. Eu estava construindo esse partido. Tudo isso foi cancelado”, disse.

A congressista afirmou que o pedido faz parte de uma ação em conjunto com ao menos 6 outros deputados, do PDT e do PSB, que querem deixar as siglas mas seguir no Congresso.

Ela está suspensa de suas atividades partidárias há 3 meses porque o PDT abriu processo para decidir a punição aos deputados do partido que contrariaram determinação e votaram a favor da reforma da Previdência.

Tabata disse que os deputados Flávio Nogueira (PI), Marlon Santos (RS) e Gil Cutrim (MA), que atualmente também são do PDT, além dos deputados do PSB Rodrigo Coelho (SC), Jefferson Campos (SP) e Felipe Rigoni (ES) vão acompanhá-la na decisão –que deve ser formalizada nesta 3ª feira (15.out). Segundo ela, as ações na Justiça serão individuais.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!