Renovação dos quadros políticos, e as figuras tradicionais que já não agradam o eleitor Pernambucano

By Sanchilis Oliveira - 07:05

Fotos: Reprodução

A renovação das figuras políticas em pernambuco tem sido cada dia mais uma movimentação constante no inconsciente coletivo dos eleitores de Pernambuco, isso se dar pelo desgaste de figuras já tarimbadas na conjuntura política dos últimos 30 anos do estado.

Exemplo desta renovação se deu na eleição de 2018, com a vitória nas urnas dos deputados, João Campos (PSB), Marília Arraes (PT), Túlio Gadelha (PDT), André Ferreira (PSC), Silvio Costa Filho (PRB), Daniel Coelho (Cidadania), Priscila Krause (DEM), João Paulo Costa (Avante) e Antonio Coleho (DEM), todos jovens políticos que renovam os quadros políticos do estado, não entrando no mérito se são progressistas ou reacionários.

Fotos: Reprodução

Por outro lado políticos como os senadores Jarbas Vasconcelos (MDB), Fernando Bezerra Coelho (MDB) e Humberto Costa (PT), além do deputado estadual João Paulo (PCdoB), dos ex-ministros do governo Temer, Bruno Araújo (PSDB), em Mendonça Filho (DEM) o ex-senador Armando Monteiro (PTB) e o vereador e ex-prefeito do Recife João da Costa (PT), são figuras desgastadas pelo tempo que estão na política, no meio do eleitorado de Pernambuco. 

Fatos novos na eleição de 2020 poderão consolidar o fechamento do ciclo político na vida da maioria dos antigos políticos do estado, isso por que a nova geração deverá ocupar os espaços muita das vezes ocupado pelos velhos caciques políticos, um exemplo disso é o embate dentro do PDT com os deputados Wolney Queiros e Túlio Gadelha, que deverá disputar as eleições para a prefeitura do Recife, dentro do PT um força que nasceu com grande respaldo da militância foi a atual deputada federal Marília Arraes, o deputado André Ferreira por sua vez lidera o PSC em Pernambuco e poderá entrar no páreo pelo controle da prefeitura da capital, em 2018 a família ferreira obteve uma grande vitória elegendo Andre e Manoel Ferreira, a família detém o controle da prefeitura de Jaboatão dos Guararapes, a segunda maior cidade do estado.

Outros políticos que mesmo saindo de cena como o ex-deputado Silvio Costa (Avante), elegeu seus dois filhos nas últimas eleições, Silvio Costa Filho (PRB), que deverá disputar a prefeitura do Recife em 2020, e o atual deputado estadual João Paulo Costa (Avante). Uma figura que amargou uma grande derrota foi o ex-senador Armando Monteiro (PTB), que viu e sentiu pela segunda vez uma derrota para o PSB no primeiro turno, além de perder a eleição para o governo do estado, seus principais aliados, Jorge Corte Real (PTB), e José Humberto Cavalcante (PTB), também foram derrotados nas urnas, Jorge para a suplência do senado com Mendonça, e José Humberto que tentou a reeleição para a Assembleia Legislativa.

A eleição para a prefeitura do Recife, deverá marcar mais um ciclo de renovação dos quadros políticos do estado, desta vez na capital a disputa majoritária deverá contar com um grande número de candidatos jovens para a o executivo municipal, além das candidaturas de nova figuras para  a Câmara Municipal do Recife, como Dani Portela do PSOL, que saiu dar urnas em terceiro lugar para o governo do estado.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!