Comissão de Ciência, Tecnologia e Informática visita o Porto Digital

By Sanchilis Oliveira - 10:20

Deputados realizando visita ao Porto Digital. Foto: divulgação

A deputada e presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia e Informática, Fabíola Cabral, comandou reunião com opresidente-executivo do Porto Digital,Pierre Lucena, juntamente com outros membros da Comissão, Sivaldo Albino e Antônio Fernando. O objetivo foi conhecer de perto as necessidades, as novidades esaber quais apoios mais urgentes do setorpor parte dos deputados. Em busca de avanços, a deputada Fabíola Cabral se colocou à disposição para possíveis parcerias e auxílios em compromissos importantes para a área.

“Precisamos juntar forças para beneficiar nossos pernambucanos, fazer nascer daqui a mão de obra qualificada que falta para o setor e levar emprego aos nossos conterrâneos”, citou a deputada. Tudo isso porque o presidente-executivo apresentoupara a Comissão o Projeto Escola, uma ideia que atrai empregos para Pernambuco. “Precisamos colocar em prática o Projeto Escola. Tantos jovens pernambucanos precisando de formação e de emprego, temos que andar com essa ideia”, pontuou Fabíola.

Na ocasião, Pierre explanou as principais dificuldades do Porto Digital. A falta de mão de obra qualificada e especializada, a busca por empreendedores e a falta de interesse no curso por parte dos jovens foram os principais temas apontados por Pierre. “A área de tecnologia gera muitos empregos. Temos vagas de empregos e de universidades sobrando. É um curso em que o aluno já sai da sala de aula empregado”, afirmou Pierre Lucena.

Para se ter ideia do potencial do Porto Digital, segundo o gestor, o plano é chegar em 2025com até 600 empresas e 20 mil empregados dentro do Polo, alcançando um faturamento de R$ 3,5 bilhões. Atualmente, o Porto Digital tem nove mil profissionais em 300 empresas, com faturamento anual de R$ 1,7 bilhão e 900 vagas à espera de talentos.

No quesito novidades, o presidente do Porto Digital apresentou ideias que em breve serão colocadas em práticas como a interiorização do parque tecnológicopernambucano. “Mesmo com a base em Caruaru, nosso projeto é fazer um ambiente de inovação também em Petrolina e Santa Cruz do Capibaribe”, explicou o presidente.

Ao final do encontro, a Comissão se comprometeu em realizar uma audiência pública para tratar dessas causas e discutir como melhorar os temas relacionados ao setor. “Estamos à disposição, podem contar conosco e sintam-se abraçados pela Comissão de Ciência, Tecnologia e Informática de Pernambuco porque essa luta é nossa”, finalizou a deputada.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!