Após adesões, Elias Ribeiro deve ser reeleito presidente da Câmara de Escada com larga folga

By Sanchilis Oliveira - 16:12

O parlamentar é o chefe do legislativo desde o janeiro de 2017, e cumpre seu terceiro mandato como vereador

Presidente da Câmara Municipal da Escada, vereador Elias Ribeiro.

Na noite desta terça-feira (27/02), os vereadores de Escada devem escolher o próximo presidente da Casa José Sizenando Cabral de Sousa, isso porque, foi aprovado o projeto de antecipação da eleição.

Sem muitas surpresas, Elias (SD), terá como principal concorrente, o vereador Eduardo do Arretado (PP), que no pleito de 2017 na disputa pela principal cadeira legislativa obteve apenas seu voto, assim como o também vereador Dêda Moveis (PDT).

Um ano se passou e parece que nada deve mudar no controle da casa legislativa, e o placar posso até arriscar 10 X 03, será quase um 7 X 1 da Alemanha contra o Brasil na copa de 2014.

O vereador Elias Ribeiro que vinha se isolando entre os vereadores que formam o atual poder legislativo, percebeu a possibilidade de não renovar sua presidência e começou a costurar alianças com alguns que andavam distante dele. Devem votar pela continuação de Elias no controle da câmara de Escada, os vereadores, Cátia da Farmácia (PSC), Roberto do Picha (PMN), Marcos Santiago (PMN), Fernando Empreiteiro (PR), Gil Sat (PMB), Karoli Feledi (PSB), Elias Ribeiro (SD), Antonio Rufino (PTB), e Dêda Móveis. Já na cota do vereador Eduardo, além do seu voto devem o seguir, Professora Valdênia (AVANTE), Sandra Valéria (MDB), e Rogério (PSD).

Vereador Eduardo do Arretado (PP)
Eduardo deve amargar mais uma derrota pelo controle da Câmara de Escada. Depois da dissolução do G-7 (grupo de sete vereadores que se intitulavam independentes), o sonho pelo controle da casa legislativa começou a ficar cada vez mais distante, o isolamento e a possibilidade de fracasso já é dada como certa.

Pela conta do pragmatismo político que no Brasil é uma prática ancestral, o poder atual deverá renovar seu mandato, após a outorga e legitimação de seus pares. E assim chegaremos ao desfecho de mais um capítulo desta novela.


A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR: os parlamentares devem votar com convicção ou com pragmatismo?

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!