Em nota Vado da Farmácia diz que Lula Cabral quer tirar proveito político de uma situação de crise

By Sanchilis Oliveira - 23:59

O prefeito do Cabo Vado da Farmácia exonerou nesta semana cerca de 800 cargos comissionados 


Veja a nota oficial da Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho,

A Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho repudia, de forma veemente, as afirmações do deputado Lula Cabral (PSB), de que o Prefeito Vado da Farmácia teria agido de “forma irresponsável” em um ato “de fraqueza e covardia”, ao exonerar os secretários e servidores em cargos comissionados (CC). Ao agir tentando jogar para a plateia, Cabral nem parece que administrou o município durante oito anos e que conhece algo da administração pública municipal.

Na verdade, o nobre parlamentar quer apenas tirar proveito político de uma situação de crise. Cabral sabe que, muito pelo contrário, ao decidir fazer uma reforma na equipe, o Prefeito Vado age com coragem e sensatez, pois busca racionalizar e otimizar a prestação dos serviços municipais. Querer o deputado tirar proveito de uma situação de dificuldade, de fragilidade das pessoas, pousando de bom rapaz para a sociedade é, de fato, uma atitude reprovável e lamentável.

Como já foi amplamente divulgado pela mídia, a decisão responsável e corajosa do Prefeito Vado foi tomada diante de uma grave crise econômica, que atinge o Brasil e muitos outros países. Trata-se de uma medida que visa economizar recursos, para que áreas como saúde e educação recebam mais investimentos, e a Prefeitura atenda, cada vez melhor, à população cabense.

Na verdade, o deputado Cabral sabe disso, mas apenas tenta confundir a boa fé das pessoas por notórios interesses eleitorais, o que é lamentável para uma pessoa que foi duas vezes prefeito do Cabo.

A Prefeitura também repudia as colocações feitas pela vice-prefeita Edna Gomes, criticando o Prefeito Vado, como se ela fosse exemplo gestora a ser seguido por algum administrador. Atacar o Prefeito Vado por adotar medidas corajosas, meramente administrativas e corretas, em um momento de crise econômica é mesmo falta de compromisso e de seriedade para com a população.

A vice, que é aliada e age a serviço do deputado Cabral, deveria trabalhar pela maioria das pessoas que mais precisam dos bons serviços públicos, se preocupar com o bem-estar dos cabenses, ao invés de torcer para o “quanto pior melhor”, como tem feito dia e noite nos últimos três anos. A Prefeitura lamenta que ela e seu tutor Cabral se unam para enganar as pessoas, distorcer fatos e, usando de má fé, posem erroneamente de guardiões da moralidade pública. Mas o inteligente povo cabense sabe muito bem distinguir o joio do trigo, o que é muito salutar para o município.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!