Senador João Ribeiro morre após complicações pulmonares

By Sanchilis Oliveira - 16:13

Ele estava internado desde o dia 16 do novembro em São Paulo.
Morte foi confirmada pela assessoria do parlamentar.

G1

joao-ribeiro-foto1_geraldomagela-agsenado

O senador do Tocantins, João Ribeiro (PR), morreu às 12h (horário de Brasília) desta quarta-feira (18), após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC), no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Ele estava internado no local desde o último dia 15 de novembro após complicações pulmonares. Neste ano, o senador passou por um transplante de medula óssea para tentar curar um tipo raro de leucemia. A morte dele foi confirmada pelo hospital.

No último dia 26, João Ribeiro piorou o estado de saúde e foi encaminhado para a UTI da unidade, onde estava até esta quarta-feira.

Devido ao tratamento da doença, o senador chegou a se afastar das funções parlamentares em fevereiro deste ano. Porém, em agosto de 2013 reassumiu a vaga no Senado Federal. João Ribeiro é um dos políticos mais influentes do Tocantins e era apontado como pré-candidato ao governo do estado nas eleições de 2014.

João Batista de Jesus Ribeiro era natural deCampo Alegre de Goiás e tinha 59 anos. Ele era casado com Cínthia Ribeiro, presidente estadual do PTN, com quem tem um filho, João Antônio Caetano Ribeiro. O senador deixa outros seis filhos: a deputada estadual do Tocantins, Luana Ribeiro (PR), o presidente estadual doPRTB, João Ribeiro Júnior, Diêgo Afonso Ribeiro, Giovanna Remor Stecanela Ribeiro, Maria Teresa Paranaguá Ribeiro e Fábio da Cunha Ribeiro.

Ainda não estão definidos os locais e os horários do velório e do enterro do senador. Mas a previsão é que o corpo chegue ainda nesta quarta em Palmas. O governo estadual ofereceu o Palácio Araguaia, sede do governo do Tocantins, para a realização do velório.

A doença
senadorJoão Ribeiro foi diagnosticado em maio de 2012 com Síndrome Mielodisplásica Hiperfibrótica (SMD). Por ser uma doença rara, foi necessário um transplante de medula. A medula transplantada no senador foi doada pelo comerciante Lázaro Ribeiro, irmão de João Ribeiro.

Em maio deste ano, o senador foi contaminado por um vírus e uma bactéria que o deixaram debilitado por alguns meses e em tratamento intensivo no Hospital Sírio Libanês. Isso acabou obrigando a equipe médica a optar por novo transplante, ocorrido em junho passado, tendo como doador o filho Diêgo Afonso Ribeiro. João Ribeiro recebeu alta do tratamento em agosto deste ano, quando reassumiu as atividades parlamentares.

Devido a "complicações pulmonares decorrentes de um transplante de medula óssea", conforme boletim médico do Hospital Sírio Libanês, o senador João Ribeiro voltou a ser internado em 15 de novembro. O tratamento prosseguiu até esta quarta-feira quando o parlamentar, já debilitado pelo longo tratamento que vinha fazendo desde o ano passado, não mais resistiu.

Repercussão

A presidente Dilma Rousseff lamentou a morte do senador, e disse que João Ribeiro foi sempre uma voz de contribuição positiva na relação entre o Legislativo e Executivo. "Foi com tristeza que tomei conhecimento da morte do ilustre representante do estado do Tocantins." E finalizou: "Aos amigos e familiares, solidarizo-me neste momento de dor."

A morte do parlamentar foi noticiada na Assembleia Legislativa do Tocantins pelo deputado estadual Osires Damaso (DEM), que presidia a sessão desta quarta-feira. Após a notícia, o deputado José Bonifácio (PR), amigo do senador, começou a passar mal e foi atendido no plenário. Ao ser questionado sobre o fato, ele disse: "É muito triste. Eu não dou conta."

Por uma rede social, a senadora Kátia Abreu (PMDB) também se pronunciou. "Senador e meu amigo João Ribeiro acabou de falecer. Fará muita falta à família, aos amigos e ao Tocantins inteiro. Vá em paz amigo."

O prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas (PR), amigo do senador e companheiro de partido, disse que Araguaína perdeu o maior político de sua história. "Vereador, deputado estadual, prefeito, deputado federal, o João da Ótica, o João do Povo, o nosso senador João Ribeiro contribuiu imensamente com o desenvolvimento de todo o Tocantins, especialmente com Araguaína." Ele lembrou que, mais do que o trabalho feito pelo senador, o que ficará marcado é a sua personalidade. "Conciliador, respeitado e respeitador, honrado. O filho, irmão, pai e esposo adorado e carinhoso. Amigo."

O suplente do senador João Ribeiro, Ataídes Oliveira (PSDB),  disse que a perda "entristece todo o Tocantins e deixa a memória da humildade e generosidade desse grande homem."

Vicentinho Alves, senador eleito pelo PR e, atualmente no SDD, também lamentou a morte de João Ribeiro. "Perdem o Tocantins e o Brasil um homem que dedicou sua vida ao trabalho, um pai, marido e irmão cuidadoso, um político habilidoso. João Ribeiro deixa uma lacuna na história política do Tocantins."

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!