Campos sairia em fevereiro e já indicaria candidato

By Sanchilis Oliveira - 13:01

Blog da Folha

eduardo e jo

Desde que começou a ser ventilada, a possibilidade de o governador Eduardo Campos (PSB) antecipar a sua provável saída do Governo do Estado para se dedicar exclusivamente à campanha presidencial já ganhou várias versões e muitas possíveis datas. A última especulação que corre nos bastidores socialistas é a de que o gestor deverá se desincompatibilizar no final de fevereiro, deixando o vice João Lyra Neto com um governo de quase 10 meses.

E esse cenário também inclui uma outra variável ainda pouco especulada, a antecipação também do anúncio de quem representará o PSB na sua disputa sucessória. Alguns socialistas cravam que Eduardo vai revelar para os seus correligionários o seu escolhido antes dos festejos de Momo para assegurar uma certa estabilidade para quem está na Frente Popular.

Muitos deputados estão preocupados com os seus próprios projetos, uma vez que uma recondução em massa à Alepe e à Câmara Federal dos componentes da base aliada poderia ficar comprometida. Alguns imaginam que a ausência do postulante majoritário deixa a amarração junto a prefeitos e lideranças do Interior em modo de espera.

O quadro, reclamam deputados, poderia contribuir para o bloco que será liderado pelo senador Armando Monteiro Neto, que disputará o Palácio das Princesas pelo PTB.

A  especulação sobre a possível antecipação do candidato majoritário reforça a tese de que o nome a ser escolhido por Eduardo teria caráter mais político, já que o agraciado teria mais liberdade para ajustar – sozinho – a base para a sua eleição. Campos, claro, ajudaria, mas sem uma participação parecida com a do pleito vencido pelo prefeito Geraldo Julio. Na disputa do Recife, no ano passado, o governador bateu escanteio e subiu para cabecear. Agora, ele daria apenas o passe.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!