PTB pode entregar cargos a Eduardo Campos na próxima semana

By Sanchilis Oliveira - 11:50

Diário de Pernambuco

armando e eduardo

A Frente Popular em Pernambuco poderá ficar sem a presença do PTB do senador Armando Monteiro Neto, que está de olho em sua candidatura ao governo do estado nas eleições de 2014. Setores da legenda defendem a entrega imediata, na próxima semana, de todos os cargos que o partido ocupa no governo Eduardo Campos (PSB). Os socialistas, que pretendem lançar Campos como candidato à Presidência da República no próximo ano, fizeram há duas semanas um movimento similar, se retirando do governo da presidente Dilma Rousseff (PT).

A movimentação do PTB em Pernambuco, de algum modo, lembra o movimento de Campos nacionalmente. O senador Armando Monteiro Neto, mesmo estando no governo estadual, começou a fazer algumas críticas à gestão estadual, como os índices de indicadores sociais e educacionais, que estariam muito abaixo das expectativas. A saída do partido trabalhista da Frente Popular estaria ligada à sinalização do PSB de que não apoiará a candidatura do senador em 2014. Mesmo saindo do governo, o PTB não integraria o bloco oposicionista. A intenção do partido é formar um bloco independente.

Um aliado de Armando, ouvido em reserva, disse que será realizada uma reunião após o dia 5 de outubro referendar ou não a decisão de sair do governo estadual. O dia 5 de outubro prazo final para a filiação e troca de partidos para quem deseja disputar um cargo em 2014. “O senador Armando Monteiro Neto sempre deixou claro que o apoio ao governo do estado ou mesmo estadual nunca foi condicionado a cargos. É um caminho que o partido poderá tomar, mas não é uma decisão já definida. Isto vai depender do saldo destas filiação após o dia 5 de outubro. Vamos analisar o cenário eleitoral e decidir sobre isso. Não há um pressa”, disse a fonte.

O governador Eduardo Campos ainda está debatendo internamente dentro do PSB quem irá apoiar para sucedê-lo. Apesar de não comentar sobre o assunto, alguns socialistas colocam no banco de aposta alguns candidatos dentro do próprio PSB. Entre os cotados estão os secretários Tadeu Alencar (Casa Civil), Fernando Figueira (Saúde), Paulo Câmara (Fazenda) e Danilo Cabral (Cidades). O ex-ministro da Integração Nacional Fernando Bezerra Coelho também desponta como um dos favoritos.

O senador Armando Monteiro Neto disse ao Diario, por telefone, que a informação sobre a retirada dos cargos da gestão do governo Eduardo Campos não procede. “A informação não procede. Não está na pauta do partido. Não estamos discutindo isso no momento”. Recentemente, Armando acusou o PSB de coptar seus quadros. Dois deputados estaduais do seu partido migraram para o ninho socialista. Atualmente, o PTB comanda a secretária do Trabalho, com Antônio Carlos Maranhão, e a presidência do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE), com Fátima Bezerra. 

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!