Crime Ambiental na Cachoeira do Urubu

By Sanchilis Oliveira - 08:58

Cerca 20 pés de Ipê reflorestado foram quebrados

Nova Imagem (1) No domingo (14/07) cerca de20 pés de arvores com três anos de vida plantados pela Associação dos empreendedores do Parque da Cachoeira do Urubu foram quebrados. O crime ambiental previsto em lei já é bastante frequente naquele Parque, devido ao descaso das autoridades que mesmo sendo notificadas, nunca fizeram nada. É mais um exemplo da velha e enraizada impunidade brasileira. O presidente da ADEMAPE – Associação de Defesa do Meio Ambiente de Pernambuco, Sr. Manoel Tabosa está ingressando com um pedido de investigação no Ministério Público de Primavera.

Tabosa foto Há mais de três anos que a ADEMAPE vem contribuindo para combater os abusos ambientais na Cachoeira. Para Tabosa (foto ao lado)  “O Parque Estadual Ecoturístico da Cachoeira do Urubu é um excelente exemplo onde o turismo sustentável pode gerar emprego e renda para as populações do entorno”, finalizando disse: “que a solução definitiva passa pelo modelo de gestão participativa”. Dois terços da área do Parque estão localizados no município de Escada e por isso procuramos o Secretario de Meio Ambiente, Sr. Marcelo Wanderley que declarou que ” o problema não é novo, mas tem certeza que será resolvido, pois já há um clima de consciência ambiental amadurecido por aqueles que lá trabalham. Afirmou que o Parque é do governo do Estado e quem administra é o município de Primavera, mas que está a disposição para ajudar no que for possível”.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!