Câmara realiza segunda audiência pública sobre as tarifas e o transporte

By Sanchilis Oliveira - 08:19

Audiência foi realizada na teça-feira 23/07

GEDSC DIGITAL CAMERA A câmara Municipal da Escada presidida pelo vereador Rinaldo Lima (Cara Véia – PV) realizou a segunda audiência publica sobre as tarifas cobradas pela Borborema empresa que faz o transporte intermunicipal de Escada e a manutenção da PE-45 que atualmente encontra-se em péssimas condições. Esteve presente o representante da EPTI (Empresa Pernambucana de Transporte Intermunicipal) o senhor Amaro João da Silva, o representante do DER (Departamento de Estradas e Rodagem) o senhor Carlos Jatobá e o representante da empresa Borborema o senhor Osvaldo José dos Santos Farias, além dos vereadores, Paulo Sávio (PSDC), Alberto de Nova Escada (PTdoB), Flávio Rodrigues (PSL), Rodrigo Pontes (PSB), Sandra Valéria (PTB), Rogério (PSD), Dêda Móveis (PDT), Léo de Frexeiras (PSC), Zé Amaro (PV), Elias Ribeiro (PR), Cara Véia (PV) e Junior de Massauassu (PTB). Os vereadores questionaram a Borborema a cerca do conforto que o ônibus da companhia não oferece aos clientes, também foi questionado a questão de quilometragens iguais e tarifas diferentes entre Escada e as cidades visinhas a exemplo de Vitória de Santo Antão. O vereador Junior de Massauassu questionou a não entrada dos ônibus que fazem a linha Escada/Vitória por dentro do distrito de Massauassu, que de acordo com o Gerente Operacional da Borborema o motivo de não haver a entrada se dá pelo fato da linha não ser municipal sendo intermunicipal, necessitando assim de autorização da prefeitura de Escada e propôs que caso haja essa autorização seja criada uma linha especifica Escada/Massauassu, já o vereador Paulo Sávio questionou a diferença de tarifas de uma cidade para a outra com quilometragens iguais ou próximas e a diferença do conforto das poltronas dos ônibus nas linhas de Vitória e Palmares para as linhas de Escada. Relacionado às tarifas a Borborema disse ser impossível diminuir mais por não haver isenção municipal de 50% no combustível semelhante às empresas que operam na Região Metropolitana e ao conforto dos ônibus a mesma justificou que comprou neste padrão da empresa Norte Sul que operava com 20 carros e hoje opera com 35 e reativou as linhas para Amaraji e Tamandaré. De acordo com o DER a Borborema foi multada por está cobrando o valor da tarifa acima do que é permitido havendo a diminuição da tarifa de R$:8,00 para R$: 7,75. O único êxito da reunião foi o aumento da fiscalização da EPTI sobre a Borborema e será estudado a questão dos estudantes pagarem meia passagem ou sejam isentos assim que a lei da meia passagem seja sancionada pela presidente Dilma Roussef.

Redação do Escada News

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!