Vice-governador de PE, Lyra Neto, confirma que trocará PDT pelo PSB

By Sanchilis Oliveira - 23:16

Em evento, vereador distribuiu adesivos com a frase "Eduardo presidente".
Parlamentar disse que material era sobra da campanha nacional do PSB.

G1 PE

joão-lyra-netoO vice-governador de Pernambuco, João Lyra Neto, anunciou na segunda-feira (27) que vai trocar o PDT pelo PSB, partido presidido pelo atual chefe do executivo estadual, Eduardo Campos. A confirmação foi dada durante encontro com vereadores pernambucanos da legenda socialista, no Recife. Nesta terça-feira (28), o pedetista afirmou que, embora ainda não tenha definido um prazo para a desfiliação, a decisão está tomada e tem motivação estratégica, com vistas a 2014.

“Está sendo construído que o PDT fica com Dilma, que eu acho o mais provável, porque o partido ocupa um ministério importante [do Trabalho]. E eu estou no projeto de Eduardo Campos, para ele se viabilizar, então fica incompatível minha permanência”, explicou, deixando a entender que o governador do estado deve mesmo tentar uma candidatura presidencial no próximo ano.  O vice, no entanto, negou que Campos tenha tido qualquer influência na sua ida ao PSB: “Foi uma decisão particular”.

João Lyra Neto afirmou que já conversou com algumas lideranças nacionais do PDT, como o senador Cristovam Buarque e o deputado federal por Pernambuco Paulo Rubem. Perguntado sobre a reação da cúpula do partido ao saber da decisão, ele se limitou a dizer que “às vezes, a pessoa não tem a concordância, mas tem a compreensão”. Sobre a sucessão estadual, o vice-governador negou que esteja postulando uma candidatura para o executivo em 2014.

"Eduardo presidente"
Durante o encontro de vereadores do PSB, o vereador de Olinda (PE) Márcio Barbosa (PTdoB) distribuiu adesivos com a foto de Eduardo Campos e a frase: "Brasil Pra Frente, Eduardo Presidente". De acordo com ele, o material é sobra da campanha para a presidência nacional do PSB. "Eu já tinha desde o ano passado, do congresso nacional do PSB em São Paulo", justificou. Barbosa disse que, na época, mandou confeccionar 500 peças e levou as cerca de 300 que sobraram para o evento de segunda-feira (27).
Questionado se não seria antecipação da campanha de Eduardo Campos à Presidência da República, o vereador negou. "Nenhuma Justiça Eleitoral vai entender que é campanha antecipada. Se fosse, teria escrito 2014 no adesivo. Fiz isso porque o pessoal do interior sempre gosta de ter material do governador. Sou um admirador de Eduardo Campos, ele mudou a história de Pernambuco", elogiou. Apesar de estar no encontro de parlamentares do PSB, Barbosa acrescentou que não sabe se vai mudar de partido.

O Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) explicou que a ação do vereador de Olinda pode configurar propaganda política antecipada, mas esta decisão ficaria a cargo de um juiz, que também seria o responsável por apontar quem receberia a punição. Nenhuma denúncia foi protocolada junto ao TRE até o momento.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!