Bate boca na câmara sobre instalação de fabrica

By Sanchilis Oliveira - 18:21

Vereadores trocaram farpas durante a seção

vereadores

O projeto de autoria do poder executivo foi motivo de troca de farpas na seção da câmara de Escada na última terça-feira 26/03 a primeira a falar sobre o assunto foi à vereadora Sandra Valéria (PDT) que enfatizou a demora do projeto para ser posto em votação e declarou “aceito qualquer votação contra qualquer outro projeto menos contra o emprego do cidadão escadense, não vou aceitar nunca... A partir do momento que votamos contra, estamos votando contra o emprego do povo de Escada” as palavra da vereadora causou insatisfação dos vereadores Paulo Sávio (PSDC) e Junior de Massauassu (PTB) que falaram que as palavras da vereadora estaria jogando o povo contra o G7 grupo formado por sete vereadores, Paulo Sávio (PSDC), Junior de Massauassu (PTB), Zé Amaro do Alvorada (PV), Elias Ribeiro (PR), Massé de Frexeiras (PHS), Dêda Móveis (PDT) e Alberto de Nova Escada (PT do B).

GEDSC DIGITAL CAMERA

O vereador Junior de Massauassu (PTB) em seu discurso falou sobre a necessidade de se pesquisar a idoneidade da empresa em sua filial na Bahia “Jamais o vereadores serão contra esse projeto, os vereadores sim irão ver a idoneidade da empresa, qual compromisso que ela vai ter com os funcionários” declarou o vereador.

GEDSC DIGITAL CAMERAO vereador Paulo Sávio (PSDC) declarou “A respeito da fabrica de doces, chegou hoje a noite nas nossas mãos, uma vez que já foi protocolado desde o dia vinte e dois... A respeito da vereadora Sandra ela falou que o projeto foi adiado, por que vereadora? Se o projeto chegou em nossas mãos hoje a noite... Não sei por que estão querendo jogar os vereadores que querem trabalhar contra o povo... Deixo a minha indignação contra os boatos que estão falando do G7... Andam falando por ai que tem vereador querendo propina para aprovar o projeto, estão jogando boatos mentirosos...”.

Ao fim do discurso do vereador Paulo Sávio (PDSC) a vereadora Sandra Valéria (PDT) por questão de ordem respondeu as declarações do vereador “Quando eu falei e pedi que os colegas não votassem contra eu não citei o nome de ninguém, eu não falei qual era o vereador que estava querendo votar contra... Em relação à estrutura do projeto você estava no dia que a representante do projeto veio aqui e apresentou aqui para nós? Você não estava... Ela veio e mostrou toda a estrutura do projeto, falou que o projeto era especialmente para empregar o povo de Escada e a única pessoa de fora seria ela que está ali e não iria me deixar mentir, então que fique bem claro, porque eu não joguei aqui ninguém contra ninguém, pelo contrario eu pedi aos nobres colegas que não votassem contra o emprego do povo de Escada...”.

A seção terminou em clima de rivalidade política entre os vereadores, o plenário da casa José Sisenando Cabral de Souza esteve lotado por populares, esteve presente também a proprietária da fábrica de doces.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!