Navio sustentável do Greenpeace já está no Recife

By Sanchilis Oliveira - 14:21

Embarcação chegou ao Porto do Recife por volta das 5h30 desta sexta-feira (1)

JC online

Já está na capital pernambucana o navio o Rainbow Warrior (Guerreiro do Arco-Íris), o navio sustentável do Greenpeace. A embarcação chegou ao Porto do Recife na manhã desta sexta-feira (1), por volta das 5h30.

navio sustentavel

O Rainbow Warrior ficará aberto à visitação do público amanhã e domingo, das 10h às 17h. A entrada é gratuita. Esta é a primeira expedição em águas brasileiras do navio sustentável, para marcar o aniversário de 20 anos da organização não governamental no Brasil. Inaugurada no ano passado, a embarcação representa o que há de “mais moderno e sustentável” em termos de navegação, como faz questão de destacar a entidade.

A bordo, os visitantes poderão conhecer um pouco sobre as campanhas ambientais do Greenpeace voltadas para a Amazônia e a temática energética. O Rainbow Warrior foi projetado para reduzir a pegada de carbono (medida do impacto das atividades humanas sobre as emissões de gases do efeito estufa). Do tamanho das velas e forma do casco até o sistema de tratamento de água e resíduos, a embarcação é energeticamente sustentável.

Com 58 metros de comprimento e 11 de largura, o navio só foi construído com a ajuda dos cerca de três milhões de colaboradores regulares do Greenpeace espalhados por todos os continentes. Aproximadamente 100 mil doações foram feitas com o único objetivo de financiar a embarcação. Vinte e sete meses de trabalho foram necessários para concluir o projeto.

A expedição do Rainbow Warrior pelo litoral brasileiro começou no dia 19 de março, quando atracou em Manaus (AM). De lá para cá, o navio já passou por Macapá (AP) e Belém (PA). Depois que deixar o Porto do Recife, segue para Salvador (BA), antes de participar da Rio+20.

LENDA- Em 1971, na ação que marcou a fundação da entidade, um dos co-fundadores do Greenpeace leu uma lenda indígena. Segundo a história, uma índia chamada Olhos de Fogo fazia uma previsão sinistra para o futuro da Terra.

“Um dia a Terra vai adoecer. Os pássaros vão cair do céu, os mares vão escurecer e os peixes aparecerão mortos nas correntezas dos rios. Quando esse dia chegar, os índios perderão seu espírito. Mas vão recuperá-lo para ensinar ao homem branco a reverência sagrada pela Terra. Então, todas as raças vão se unir sob o símbolo do arco-íris para terminar com a destruição”, vaticinou a índia, segundo a lenda.

O Rainbow Warrior I foi adquirido em 1977 do Ministério da Agricultura e Pesca do Reino Unido. Em 1985, foi bombardeado pelo serviço secreto francês e afundou. O segundo foi incorporado à frota em 1989 e serviu à causa ambientalista por 22 anos. Em agosto de 2011, foi transformado em hospital flutuante. Além do Rainbow, o Greenpeace tem ainda os navios Esperanza e Arctic Sunrise.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!