Humberto foi o mais gastador entre pernambucanos

By Sanchilis Oliveira - 11:33

Por Jumariana Oliveira
Da Folha de Pernambuco

Pelos menos R$ 703.466,35 saíram dos cofres públicos para bancar as despesas dos três senadores pernambucanos no ano passado. Além de contar com salários de R$ 26.700, cada parlamentar tem direito a utilizar R$ 38.266,60 com despesas do mandato – R$ 23.266,60 para gastos com transporte aéreo (equivalente a cinco trechos de ida e volta) e mais R$ 15 mil que podem ser utilizados com despesas de gabinete, locomoção, alimentação, hospedagem, consultorias e divulgação do mandato.

Os valores direcionados a passagens variam de acordo com o estado que cada senador representa. Através do Portal da Transparência do Senado Federal, a Folha de Pernambuco fez um levantamento do parlamentar pernambucano que mais gastou durante os dois semestres do ano passado. No topo da lista, aparece o senador Humberto Costa (PT), que exerce o primeiro mandato na Casa Alta.

De fevereiro a dezembro, o petista gastou R$ 263.587,59 da cota parlamentar. Os itens em que Humberto mais utilizou recursos públicos foram “locomoção, hospedagem, alimentação, combustíveis e lubrificantes”, onde o senador gastou R$ 76.384,59. O menor gasto do petista foi com aquisição de material para escritório. Neste quesito, o parlamentar usou apenas R$ 2.462,44. Em nenhum mês Humberto chegou a utilizar todo o montante de que tem direito. Outubro foi o mês que o petista mais utilizou a cota parlamentar: foram R$ 35.910,90 para custear os gastos de Costa. A reportagem tentou, sem sucesso, contato com o senador.

No final do primeiro semestre do ano passado, a Folha de Pernambuco fez um levantamento semelhante. À épo­ca, Humberto ficou na segunda colocação dos mais caros. De fevereiro a julho, o petista usou R$ 82.763,03, ou seja, no segundo semestre ele gastou mais do que o dobro – foram R$ 180.824,56.

O segundo colocado da atual lista é o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB). Durante 11 meses, o peemedebista usou R$ 240.958,10 da cota parlamentar. O mês em que Jarbas mais gastou foi setembro. No levantamento anterior, ele apareceu como o senador mais caro entre os três pernambucanos. De fevereiro a julho, o peemedebista utilizou R$ 97.749,84 com os gastos da atividade parlamentar.

Segundo a assessoria de Jarbas, a variação dos gastos em alguns meses se dá porque algumas despesas não precisam necessariamente ser apresentadas no mês correspondente. É por isso que em julho, mês de recesso, o senador apresentou mais gastos do que nos meses anteriores.

Assim como na sondagem anterior, o senador Armando Monteiro Neto (PTB) ficou em terceiro lugar. O petebista, que, como Humberto, assumiu o mandato em fevereiro, gastou R$ 198.920,66. O mês que ele mais utilizou cota parlamentar foi setembro, com contratação de

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!