Estudantes realizam protesto contra aumento na passagem de ônibus

By Sanchilis Oliveira - 13:23

A concentração começou nesta manhã em frente ao Ginásio Pernambucano, na Boa Vista e seguiu até o Grande Recife Consórcio de Transportes. Bombas foram jogadas pela polícia durante a confusão

 / Foto: Aline Souza / Especial para o JC

Foto: Aline Souza / Especial para o JC

O clima é tenso no centro do Recife por causa do protesto iniciado na manhã desta sexta-feira (20) por estudantes que reivindicam contra o aumento nas passagens de ônibus. Cerca de 200 pessoas deram início a um protesto em frente ao Ginásio Pernambucano, no bairro da Boa Vista. Após uma manhã tumultuada no Centro do Recife, o grupo se encaminhou agora a pouco para a Ponte Princesa Isabel, onde continuam com as reinvidicações.

A Polícia Militar, um efetivo do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran) e também do Batalhão de Choque, com cerca de 20 homens, jogaram bombas de efeito moral para tentar dispersar os protestantes que interditaram algumas vias do centro do Recife. No momento, um grupo de manifestantes está reunido em assembleia na Faculdade de Direito do Recife (FDR), para decidir os rumos do protesto.

Foto: Aline Souza / Especial para o JC

Foto: Aline Souza / Especial para o JC

A passeata seguiu até a frente do Grande Recife Consórcio de Transportes, no Cais de Santa Rita. No local, houve confronto entre o Choque e os manifestantes. Dois homens  foram presos acusados de jogar pedras contra a polícia e foram levados para o 16º Batalhão da Polícia Militar.

A reunião que decidiu o valor do aumento começou às 8h no Grande Recife Consórcio de Transportes e acabou agora pouco. Foi anunciado que o aumento da passagem do transporte público em Pernambuco aumentou em 6,5% e vai passar a funcionar a partir da 0h do próximo domingo (22). O valor do anel A passou para R$ 2,15, o valor do anel B para R$ 3,30, o anel D para R$ 2,60 e o anel G para R$ 1,40. O reajuste é menor ao que foi pedido pelas empresas de ônibus, que era 17,2%. Dos 19 membros do Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM), a votação teve 13 votos a favor, 3 abstenções e apenas um contra, em defesa do reajuste máximo.

O integrante da comissão do Comitê contra o aumento da passagem André Justino, diz que o aumento é inadmissível. "É um absurdo esse aumento em relação ao aumento do salário mínimo, que foi muito pequeno", disse. A comissão do protesto é feita por pessoas do Comitê Popular, pelo povo, pelos estudantes e por pessoas do movimento sindical.

Na noite de quinta-feira (19), uma estudante que faz parte da comissão do protesto contra o aumento recebeu uma ligação do delegado João Gustavo Godoy Ferraz, solicitando a presença dela nesta quinta na Delegacia do Cordeiro. Ela teria sido denunciada por estar incentivando a violência na cidade. A estudante divulgou na rede social Facebook que isso não iria atrapalhar o protesto nesta quinta-feira. "Acho que esqueceram de passar pra polícia o que significa liberdade de expressão!", postou.

Jornal do Comércio

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!