Corpos de turistas que morreram em Porto só devem ser liberados pela família

By Sanchilis Oliveira - 12:04

Marcos de Almeida Augusto e Daniela Silva de Araújo passavam a lua de mel no Litoral Sul pernambucano

Da Redação do pe360graus.com

Estão no Instituto Médico Legal (IML), no Recife, os corpos do casal Marcos de Almeida Augusto, 23 anos, e Daniela Silva de Araújo, 21 anos, que morreram afogados na praia do Cupe, vizinha a Porto de Galinhas, em Ipojuca, no Grande Recife, na tarde da última quinta-feira (04). Eles são naturais de Brasília (DF) e passavam a lua de mel na cidade.
Os cadáveres só devem ser liberados para as cerimônias fúnebres após a chegada da família, que foi avisada da morte pela administração do hotel Armação, onde eles estavam hospedados.
Por telefone, a mãe de Daniela Araújo contou que o casal estava junto havia quatro anos. A filha trabalhava como promotora de vendas e nunca tinha pisado numa praia, até vir para Pernambuco. O casal chegou ao Litoral Sul do Estado na sexta-feira passada (29) e voltaria para Brasília nesta sexta.
O pai de Marcos de Almeida esteve na delegacia de Porto de Galinhas para providenciar a documentação e o traslado dos corpos para a capital federal. Ele também foi ao hotel buscar a bagagem dos jovens.
De acordo com o delegado Paulo Rameh, a área onde eles estavam tomando banho é de mar aberto, mais perto da praia de Muro Alto do que da vila de Porto. Um inquérito foi aberto, mas Rameh já adiantou que tudo indica ter sido um acidente.
Sabrina Pelleteri, gerente de marketing do Hotel Armação, informou que os corpos das vítimas apareceram boiando na praia, de onde foram retirados por hóspedes, garçons e salva-vidas. Pelleteri disse ainda que o casal chegou a receber os primeiros socorros, prestados por um médico que faria parte do quadro de funcionários do hotel. A gerente disse também que eles foram encaminhados com vida para uma unidade de saúde da cidade, mas não resistiram.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Faça seu comentário aqui!